Voltar para o início


 

Atos contra PEC 32 denunciam ‘toma lá, dá cá’ de Bolsonaro, Guedes e Lira

Atos distribuíram cédula do ‘toma lá, dá cá’ com face de Guedes um dia após ministro admitir offshore ‘para fugir de impostos’.

sexta-feira 26 novembro 2021 às 9:54

 

Após o banqueiro e empresário que comanda o Ministério da Economia do Brasil, Paulo Guedes, admitir que remeteu a fortuna “da família” para um paraíso fiscal no exterior para fugir dos impostos, a campanha ‘Contra a PEC 32’ realizou, nesta quarta-feira (24), manifestação na qual ‘encenou’ a corrupção e o ‘toma-lá-dá-cá’ instalados em Brasília.

 

Servidoras e servidores denunciaram o que identificam como um esquema corrupto, mesmo que disfarçado com uma roupagem de legalidade, usado para compra de votos e apoio ao governo, que permeia as principais decisões políticas e econômicas que envolvem o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional.

 

Com uma série de representações e performances, criticaram o esquema das emendas parlamentares do relator e do orçamento secreto – moeda de troca para compra de votos favoráveis aos projetos do governo, hoje paralisada por decisão do Supremo Tribunal Federal.

 

É também esse esquema de compra de apoio que, na visão dos manifestantes, faz com que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), mantenha engavetados mais de 130 pedidos de abertura de processos de impedimento contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Rua Magalhães Filho 573, Centro Sul - Teresina - PI
CEP 64001-350 Fones/Fax (86) 3221 1645 / 3221 0273