Voltar para o início


 

É pressão que chama? Servidoras e servidores continuarão em Brasília mobilizados pela recomposição salarial

A movimentação nacional da categoria avança na construção do 3 de agosto, dia em que acontece o Apagão do Judiciário e do MPU

segunda-feira 4 julho 2022 às 10:20

E se a semana terminou com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux reclamando das vuvuzelas ao lado do Palácio do STF em Brasília, a Esplanada que se prepare que vem, tem mais!

Nesta sexta-feira, 1º de julho, a Fenajufe convocou os sindicatos filiados a estarem na capital da República entre os dias 5 e 7 para intensificar a pressão sobre os ministros do STF e o Parlamento. Na pauta, além da recomposição salarial, a exigência do nível superior de escolaridade para ingresso na carreira de Técnico, inserida no PL 3662/21 por emendas articuladas pela Fenajufe. A proposta já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e agora tramita no Senado.

Brigada Especial de Técnicos em defesa do Nível Superior para técnicos do PJU e MPU

A presença das delegações em Brasília na semana de 5 a 7 de junho também será o momento de reforçar a força-tarefa criada para amplificar as ações em defesa do NS. Por isso, é importante que cada sindicato envie pelo menos dois representantes e assim possam compor a Brigada Especial de Técnicos em defesa do Nível Superior para técnicos do PJU e MPU. A Brigada atuará em pautas específicas tanto no Supremo quanto no Congresso Nacional, onde tramitam

Recepção a parlamentares

A semana também será de retomada das ações diretas nos aeroportos. Na terça-feira, 7, o Aeroporto de Brasília será palco de “calorosa” recepção aos parlamentares que se dirigem a Brasília para os trabalhos da semana. A Fenajufe orientou ainda que nos estados também sejam realizados os tradicionais e “carinhosos” bota-fora, pra deixar claro que direitos devem ser respeitados e protegidos.

Apagão do Judiciário

A movimentação nacional da categoria avança na construção do 3 de agosto, dia em que acontece o Apagão do Judiciário e do MPU, com paralisação dos trabalhos por até 48 horas em todas as unidades do PJU e MPU, pressionando pela recomposição das perdas e cobrando o envio pelo STF e PGR, de projeto ao Congresso Nacional. Na pauta do Apagão, a recomposição inflacionária emergencial dos salários; Nível Superior para Técnicos (PL3662/2021); Majoração da Indenização de Transporte dos Ojafs; Desjudicialização do processo de execução (PL6204/2019); Quinquênios (PEC 63/2013) e Data-base.

Na convocatória, a Fenajufe também reforça a necessidade de mobilização também na semana seguinte, com atos tanto no STF quanto na Câmara dos Deputados.

A agenda de atividades indicada para a semana está assim definida:

5/7 (terça-feira)

– 7h – Atividade de recepção aos parlamentares no aeroporto de Brasília em conjunto com outras entidades do funcionalismo público, com diversas pautas afeitas ao serviço público e sua defesa;

– 14h – Mobilização em frente ao Anexo II da Câmara (após Mobilização em frente ao Anexo II da Câmara, tarde será livre para atividades sindicais).

6/7 (quarta-feira)

– 12h – Atos no STF – Entrada do Anexo I e no estacionamento em frente ao TCU, na via S2.

        – Fenajufe exercerá pressão sobre todos os ministros do STF, sem eximir seu presidente, Luiz Fux da sua responsabilidade;

        – Mobilização e Luta pela Recomposição Salarial e pela manutenção das Emendas do PL 3662/21.

        – Telefonaço direcionado ao STF – apoio à mobilização externa, reiterando pauta;

– 14h – Mobilização em frente ao Anexo II da Câmara (após os atos no STF e Mobilização em frente ao Anexo II da Câmara, tarde será livre para atividades sindicais).

– 19h – Reunião Avaliativa após o cumprimento da agenda diária – Local: Auditório da Fenajufe.

7/7 (quinta-feira)

– 12h – Atos no STF – Entrada do Anexo I e no estacionamento em frente ao TCU, na via S2.

– 14h – Após os atos no STF tarde será livre para atividades sindicais.

11/7 (segunda-feira)

– Intensificar junto aos Senadores a luta contra o PL  6204/2019 (Desjudicialização da Execução), que será pautado pelo Relator, Senador Marcos Rogério;

13/7 (quarta-feira)

– 12h – Atos no STF – Entrada do Anexo I e no estacionamento em frente ao TCU, na via S2.

      – Fenajufe exercerá pressão sobre todos os ministros do STF, sem eximir seu presidente, Luiz Fux da sua responsabilidade;

      – Mobilização e Luta pela Recomposição Salarial e pela manutenção das Emendas do PL 3662/21.

      – Telefonaço direcionado ao STF – apoio à mobilização externa, reiterando pauta;

– 14h – Após os atos no STF, tarde será livre para atividades sindicais.

– 19h – Reunião Avaliativa após o cumprimento da agenda diária – Local: Auditório da Fenajufe


14/7 (quinta-feira)

– 12h – Atos no STF – Entrada do Anexo I e no estacionamento em frente ao TCU, na via S2.

– 14h – Após os atos no STF, tarde será livre para atividades sindicais.

 3 de Agosto – Apagão do Judiciário, com paralisações de até 48 horas e atos e manifestações nos estados.

Fonte: Fenajufe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Rua Magalhães Filho 573, Centro Sul - Teresina - PI
CEP 64001-350 Fones/Fax (86) 3221 1645 / 3221 0273