Voltar para o início


 

Eles podem; nós podemos mais ainda!

Eles podem; nós podemos mais ainda! Os magistrados federais decidiram suspender todas as audiências,  nesse próximo dia 30 – quarta-feira – ,em defesa dos seus salários. Notadamente na Justiça do Trabalho, as audiências já foram remarcadas para data posterior. É a forma que os juízes encontraram para protestar contra o reajuste zero do governo Dilma. […]

segunda-feira 28 novembro 2011 às 20:10

Eles podem; nós podemos mais ainda!

Os magistrados federais decidiram suspender todas as audiências,  nesse próximo dia 30 – quarta-feira – ,em defesa dos seus salários. Notadamente na Justiça do Trabalho, as audiências já foram remarcadas para data posterior. É a forma que os juízes encontraram para protestar contra o reajuste zero do governo Dilma.

É justo que todos lutem em defesa de uma remuneração digna pelo seu trabalho. Muito mais justo, ainda, é que nós, servidores desse mesmo Judiciário, também paralisemos nossos trabalhos nesse dia porque nosso salário, além de muito inferior, está congelado há cinco anos.

Reajuste zero, trabalho também zero!

Somos nós, trabalhadores, que fazemos funcionar essa máquina chamada Judiciário. Sem nós as petições não são recebidas, as partes não são intimadas, as audiências não se realizam, os mandados não se executam e a justiça não se faz.

Mesmo assim o governo  comandado pelo  PT é incapaz de fazer justiça a quem promove os trabalhos do Judiciário no Brasil. O PL 6613/2009 – Plano de Cargos e Salários – ainda está emperrado na Câmara Federal e na mesma comissão de finanças há mais de um ano.

Somente agora a Comissão de Constituição e Justiça aprovou emenda ao Orçamento da União de 2012 contemplando os valores de nosso PCS. Mas isso não garante a aprovação do plano, pois o governo tem uma folgada maioria no Congresso Nacional e a qualquer momento pode derrubá-la.

A única garantia que temos é a nossa mobilização. Foi graças a sucessivas greves pelo Brasil afora que o PCS entrou na agenda política nacional. Não fosse pela nossa luta o governo já teria congelado nosso salário por dez anos e sucateado todo o serviço público.

Sim, os juízes podem cancelar as audiências, algo que sempre nos negaram quando entramos em greve. Pois bem. Nesse dia 30 – quarta-feira – cancelemos todas as demais metas existentes. Vamos nos fixar na nossa meta salarial.

O que existe de urgente, emergente e essencial, no dia 30, é nosso reajuste de salário. O resto pode esperar.

Paralisação Geral dia 30!  7h no Fórum Trabalhista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Rua Magalhães Filho 573, Centro Sul - Teresina - PI
CEP 64001-350 Fones/Fax (86) 3221 1645 / 3221 0273