Voltar para o início


 

Elmano é desafiado ir mais longe do que os tucanos

*Por Cantídio Filho O prefeito Elmano Férrer (PTB) é hoje mais do que nunca desafiado a ir mais longe do que os tucanos em relação aos avanços no sistema de transportes públicos da capital. Revisão da planilha que serve de base para o cálculo para definir o preço das passagens, integração das linhas de ônibus, […]

quarta-feira 31 agosto 2011 às 17:46

*Por Cantídio Filho

O prefeito Elmano Férrer (PTB) é hoje mais do que nunca desafiado a ir mais longe do que os tucanos em relação aos avanços no sistema de transportes públicos da capital.

Revisão da planilha que serve de base para o cálculo para definir o preço das passagens, integração das linhas de ônibus, revisão da gratuidade de passagens no sistema, abertura de licitações e o funciomento do conselho municipal de transportes estão cada vez mais na ordem do dia, das reivindicações da sociedade civil organizada e da transparência no sistema que vem sendo cobrada de forma insistente pelo Ministério Público

Nas eleições de 2012 Elmano será cobrado e duramente criticado caso não avance nesta área, extamente porque a cidade hoje carece investimentos em infraestrutura urbana – o que vem sendo priorizado pelo prefeito – contudo, na área de transporte público está lenta, face as novas demandas nascidas a partir da retomada do crescimento do país.

Todos os meses a cidade absorve uma quantidade enorme de novos veículos, as ruas ficam cada vez mais entupidas e pequenas para comportar carros e motos, enquanto pedestres e ciclistas são cada vez mais espremidos nas calçadas e ruas. O sistema de transportes não vem evoluindo no sentido de acompanhar as novas demandas criadas.

O setor de transportes públicos precisa de reformas mais significativas. Apenas medidas paliativas não resolverão os problemas que se avolumam e incendeiam protestos.

O ex-prefeito Silvio Mendes (PSDB), quando ainda estava a frente da prefeitura, contratou uma empresa para elaborar um plano diretor de transportes com um horizonte para 30 anos. Um tempo muito extenso face a medidas urgentes que há muito tempo já deviam terem sido tomadas, aliás, que foram adiadas há mais de uma década.

O sistema requer com urgência uma reforma que priorize cada vez mais o transporte público, ou melhor, ônibus integrados com as linhas de metrô, corredores exclusivos de tráfego, campanhas de valorização do uso de coletivos bem conservados e com tarifas acessíveis, em detrimento do transporte individual.

Empresários são desafiados a flexibilizar posturas, dialogar com a sociedade, não temer a concorrência de linhas no sistema, aceitar que a planilha seja mais transparente, a margem de lucro seja mais clara, afinal o sistema de transportes é uma concessão pública, sob pena de serem cada vez mal vistos pela sociedade.

Hoje a sociedade civil está mais forte, a comunicação entre entidades e pessoas é mais facilitada. O Ministério Público exerce com mais liberdade o papel de guardião dos interesses da sociedade.

O principal desafio do poder público, sociedade e das empresas privadas na atualidade é estabecer novos canais de diálogo e assim construir parcerias. Buscar o entendimento para solução de problemas que resultem na promoção da qualidade de vida de todos e não apenas de alguns.

*Cantídio Filho é professor efetivo da UFPI, atuou longos anos como jornalista sindical e hoje é co-proprietário do portal de notícias Acessepiaui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Rua Magalhães Filho 573, Centro Sul - Teresina - PI
CEP 64001-350 Fones/Fax (86) 3221 1645 / 3221 0273