Voltar para o início


 

São Raimundo Nonato reforça: greve até o PCS.

Segunda-feira,14, acontecerá planejamento da Greve na sede do Sintrajufe, e cada vara ou zona do interior pode mandar um representante que o Sindicato pagará os custos.  por Vinícius Oliveira Os servidores da Vara Federal do Trabalho de São Raimundo Nonato – PI, acompanhando o movimento grevista nacional, deflagraram greve desde o dia 20 de outubro […]

sexta-feira 11 novembro 2011 às 19:44

Segunda-feira,14, acontecerá planejamento da Greve na sede do Sintrajufe, e cada vara ou zona do interior pode mandar um representante que o Sindicato pagará os custos.

Trabalhadores de São Raimundo Nonato na Greve desde o dia 20.

 por Vinícius Oliveira

Os servidores da Vara Federal do Trabalho de São Raimundo Nonato – PI, acompanhando o movimento grevista nacional, deflagraram greve desde o dia 20 de outubro de 2011 em apoio à luta nacional pela aprovação do novo PCS; pela aplicação da Resolução nº 63/2010 do CSJT, que regulamenta o quadro de servidores em proporção à movimentação processual, o número e distribuição das funções comissionadas, e pela obediência à Resolução nº 41/2009 do TRT 22ª Região que disciplina a remoção interna dos servidores.

Diante da ausência de qualquer interesse do Governo Federal em negociar a aprovação do PCS, os servidores da VFT de São Raimundo Nonato entendem que o fortalecimento da mobilização grevista é indispensável para a aprovação do PCS que não requer aumento salarial, mas apenas a reposição das perdas salariais que defasaram a remuneração recebida.

“Toda a vara de São Raimundo Nonato está em greve. Desde a greve nacional e estadual que estamos construindo esse processo. Como o pessoal de Picos, estamos lutando, além do PCS, pela resolução que regulamenta as remoções dos servidores, percebemos que muitas vezes o apadrinhamento político desrespeita esse regimento. Precisamos conseguir mais adesões em todos os interiores, para que a Justiça pare de vez, mas estamos fortes aqui, e decidimos ontem que iremos continuar em greve até conseguirmos o PCS” afirma Bartolomeu Miranda- servidor da vara trabalhista.

Enquanto isso em Teresina, o comando de greve reuniu-se, logo cedo, com a administração e diversos servidores da Justiça Federal para negociar o que seria o 30% de trabalho e o que seria objetivamente como de urgência.

“Em linhas gerais, acertamos os seguintes encaminhamentos: o funcionamento ficará restrito às demandas urgentes: habeas corpus, mandado de segurança, pedido de liminar ou antecipação de tutela, certidão negativa e outras questões a serem analisadas no caso concreto que tenha caráter de urgência; Estão suspensos atendimento ao público em geral e aos advogados, seja no protocolo, distribuição e secretarias de varas. Sobre o ponto, o encaminhamento é confirmar participação na greve no livro das assembléias, o que será confirmado para efeito de frequência no fim do movimento paredista.” afirma Saturnino Dantas, diretor do Sintrajufe

A partir das noves horas da manhã os trabalhadores dirigiram-se para o fórum Trabalhista, onde posteriormente discutiram os rumos da greve.Nacionalmente são 21 Estados em greve, e o comunicado nacional é fortificar o movimento e realizar atos nacionais.

“Resolvemos que segunda-feira como é véspera de feriado e a data que seria o feriado do servidor, toda a categoria presente irmos para a sede do Sintrajufe às 9h da manhã e fazermos uma reunião bem planejada sobre os rumos da greve, inclusive queremos representantes de cada cidade do interior, além disso, tiramos de fazer passadas nos interiores, um grupo rumo ao Sul e outra ao Norte, para inclusive dar peso as mobilizações em Picos e São Raimundo Nonato e na quarta-feira nos reuniremos na Justiça federal” afirmou Antônia Goldinho, diretora do Sintrajufe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Rua Magalhães Filho 573, Centro Sul - Teresina - PI
CEP 64001-350 Fones/Fax (86) 3221 1645 / 3221 0273